O anjo é a ilusão de divindade

Eu espero pelo anjo que libertará as minhas asas!!!!

Lady Geh Cristy Darkness

Lady Geh Cristy Darkness
Os Anjos e demônios andam de mãos dadas

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Recordação


Agora sei o quanto sinto a sua falta
Estou afundando
Procuro-te desesperado e percebo
que se foi
Não existe nenhuma recordação sua
que não esteja guardada na minha alma
Meu peito está doendo
Durante os meus dias fecho meus olhos para
ver-te partir outra vez
A saudade de seus beijos me consome
Durante a noite mantenho-os abertos
para sonhar com seu retorno para meus
braços abandonados
Estou vazia
Sinto-me só e sem rumo
Estou me vendo em um abismo onde você
não está para me salvar
A primeira lágrima que derramei é para
o que não posso esquecer.

Toda vez


Onde está você para segurar a minha mão?
Por que parece estar sumindo?
Não sou forte o suficiente para te perder
Toda vez que choro preciso do seu ombro
Sinto-me tão pequena porque preciso de você
Toda vez que meu mundo cai preciso da sua ajuda
Faça-me acreditar em mentiras ditas por sua mente
Ainda aguardo as verdades do seu coração
Obterei as respostas através do seu olhar
Toda vez que choro preciso do seu ombro
Sinto-me tão pequena porque preciso de você
Toda vez que meu mundo cai preciso da sua ajuda
Solidão eterna
Salve-me, por favor
Estou fraquejando outra vez
Não consigo sem você
Toda vez que meu mundo cai preciso procurar seu
rosto nos meus sonhos
Sinto-me tão pequena quando não está aqui.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

A razão


Minha vida nunca foi certa
Nunca pensei nas coisas que fiz
O que posso te contar não é muito útil
Só quero que saiba que finalmente
encontrei a razão para mudar
A razão é você
Desculpe-me se te machuquei com
palavras ou atitudes impensadas
Somente digo a verdade para te manter
sempre comigo
Não quero ferir seus sentimentos
Apenas preciso ouvir
que tenho importância para seu coração
Finalmente encontrei a razão para mudar
A razão é você
Não quero uma vida perfeita pois ela
nunca foi certa
Finalmente encontrei a razão para mudar.

A bailarina


Ainda posso ver mágica sorriso nesta sala
Sua dança fascinante, seus gestos graciosos
seus envolventes olhos verdes e seus sedosos
cabelos negros movendo-se alegremente
Mas um triste dia nos deixou e foi dançar ao
encontro do verdadeiro amor
Dançava emocionada que não conseguia parar
Contradição!
Seu coração mandava ir , mas a mente implorava
para voltar
O corpo dela se rendeu a emoção indescritível e
arriscou passos desesperados
Mas a própria ingenuidade a fez seguir em
frente para a decepção
Estamos aqui com você
Você chorou e seus pés pararam de movimentar-se
conforme a música da tristeza
É com dor que seguramos sua delicada e fria mão
Adeus minha bailarina
É com dor no coração que ajoelho-me ao seus pés
e te dou um beijo de adeus.


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Final Feliz


Meus momentos são vividos como aprendi
Quase sempre digo, mas às vezes faço
Não ando pela cidade imaginando como será
meu fim
Sou uma menina, mas às vezes mulher e é 
tudo o que posso ser
Todas as dificuldades destruíram meus sonhos
e me deixaram na defensiva para tudo
Já não me conheço mais
Não sou mais animada e sonhadora
Sou uma menina, mas às vezes mulher e é 
tudo o que posso ser
Tudo que queria em minha vida supostamente
se perdeu no tempo
Todos os planos românticos que fechavam
minha mente para a realidade, apaguei
Não construo castelo de areia e não acredito
em final feliz.

Quem realmente sou...


Quando me fecho para o mundo com medo de
ser quem eu sou
Quando não posso mexer em meu destino e
creio estar completamente só
Sinto seus beijos e carinhos então descubro
que estou viva
Este é o momento pelo qual espero em que
muitas vezes não consigo respirar
Me dou completamente para você porque sei
que estarei bem guardada
Vivendo contigo como se fosse o fim dos meus
dias
Não quero sentir saudades da minha vida
Ao seu lado não preciso que vejam-me
Ao seu lado não preciso entender
Quando tudo parece estar perdido então
começo a entender quem realmente sou.

Um soldado infeliz


A liberdade o fez confundir mente com coração
O menino virou homem rápido demais, pois a vida
roubou-o a inocência
Ainda não compreende como seu céu escureceu
A terra misturando-se com lágrimas,
transformando-se em lama
Em que realmente acreditar? O que é verdadeiro
em sua vida?
A liberdade o fez confundir mente com coração
O menino não dormia mais, sacrificava-se
frequentemente para mostrar seu poder e
determinação, porém ele foi privado de amor e 
alegria
O que tornava-o diferente e causava confusão
dentro dele
Tornou-se um soldado infeliz com o decorrer do
tempo
A sua terra continuava misturada com lágrimas
Em que realmente acreditar para dar sentido
na própria vida?
A liberdade o fez confundir mente com coração
Um soldado infeliz que não compreende com
seu céu escureceu
Sua liberdade tirou suas emoções.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Meu Passado


Todas as vezes que deixo minha mente
vagando em meu passado não me traz
boas recordações
Pergunto-me com frequenciqa se as pessoas
apressadas são felizes como aparentam?
De tanto pensar em meu passado e futuro,
esqueço de viver meu presente
As vezes me pego questionando o motivo
real da minha existência
A única razão que me mantém aqui é a
esperança de encontrar um propósito para
proseguir
Ao invés de esperar pela chuva para lavar
minha alma, usarei os raios do sol para secar
minha imaginação
Enquanto o mar sufoca as pedras com águas
nervosas e violentas
Permanecerei na areia, admirando o pôr-do-sol
tentando apagar lembranças significativas
para recoçar uma vida nova
As vezes gosto de sentir a brisa do vento leve
e suave tocar meu rosto para esquecer as coisas
dolorosas do meu dia-a-dia
Enquanto ainda não descubro meu amanhã
gosto de fugir para longe, onde ninguém possa
me ver.

O Portal


O seu olhar fez abrir o portal que guardava
todos os sentimentos em meu coração
Contigo descobri um caminho de flores onde
caminhamos de mãos dadas e totalmente descalços
Mostrou-me o céu e o mar
Sai do chão todas as vezes que me beijou
A cada toque percebi os arrepios contendo
minha emoção e desejo
Contigo aprendi a sorrir nos momentos mais
difíceis
Entendi o quanto a vida pode ser doce e gentil
Continuarei amando-te
O dia que partiu não havia como fechar o
portal pois entreguei-te a chave
Em meu caminho apareceram pedras que
faziam-me cair pois não havia ninguém
para me amparar
Finalmente conheci o inferno e o mar
transformou-se em um lago profundo onde
arrepio-me frequentemente contendo o medo
e a dor
Forço meu sorriso mas descobri que neste
momento é melhor chorar
Compreendi o quanto a vida pode ser amarga
e cruel com quem anda desarmado
Continuarei chorando.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

O Fim não Acabou


Sentado em minha cama esperando
pela noite com lágrimas em meu olhar
A lua é a única testemunha da minha
dor
Está frio e sei que é o fim, mas não
quero acreditar que foi por minha culpa
Entreguei-me de corpo e alma e você só
doou a mente com medo de sofrer
Pergunto-me se suas doces palavras
de apoio e carinho foram falsas
Sei que seus olhos condenam-me e seu
coração deseja me esquecer
Você não precisa estar aqui para eu
saber
Mas quero carregar-te dentro de mim,
mesmo que como uma doce lembrança
Nem a distância impediu que nossos
destinos se cruzassem e que eu me
encantasse pelo seu ser
Esta distância uniu-nos e separou-te
sem me deixar explicar.


quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Anjo das Trevas - 2º lado (a explicação)


Minha distração fez-me perder o chão
Enquanto perguntava-me o porquê de correr
Quando me preparava para voar, lembrava que
não tinha para onde ir
Minha sanidade fez-me afundar em poços de loucura
Enquanto doces lembranças entravam em meu
inconsciente para atormentar meu presente
Meus erros contínuos faziam-me voltar ao mesmo
lugar
Minha única explicação para me entregar à
morte, foi porque me decepcionei com a vida
Meu grande descuido foi deixar-me guiar por meus
insignificantes sentimentos puros
Enquanto os anjos me condenavam diante da
minha desgraça e fim, os demônios me estendiam
a mão
Destrui minha consciência e refiz meu corpo
Perdi minhas asas, eu declinei dos céus para
o temido inferno
Destrui e refiz
Minha profunda e eterna solidão fez-me pecar
e permanecer nas trevas
Hoje sou o Anjo das trevas.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Condenado pela Inocente


O seu sorriso inocente me fez fraquejar
quando tentei sair das suas fantasias
As frases que escuto fazem-me agonizar
enquanto me tortura com a sua imensa dor
O motivo pelo qual continuo a questionar é
porque suas palavras não se concretizaram
em meu cérebro
Vivo em mentiras para satisfazer-te, mas
não quero ser mais um subalterno que vive
em função da sua inocência
As paredes que fez não adiantarão
O exército cruel um dia fará uma porta e
entrará
Condenado... Estou condenado
Eles querem minha alma suja neste
mundo perfeito inexistente
Sonhar... Pare de sonhar
Liberte-me da ilusão para que eu possa
finalmente levantar, enxergar e lutar.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Perdida...


Ela criou um mundo para fugir de si mesma
e do seu coração
Não existe ninguém para salvá-la da tristeza
se todos estão procurando a felicidade
Ela dirige perdida em sua consciência, bêbada,
procurando por uma coisa desconhecida
Ela está viciada em fugas para escapar da
solidão
Consome pílulas de rebeldia para ser notada
pelo mundo
Grita e foge
Vive para dar desgosto aos que lhe amam
Encontrou-se involuntariamente com o ódio
Aqueles que a observavam, julgavam como
seria o seu fim
Grita e pára
Implora por ajuda dos que ainda estão ao
seu redor
Ela está sofrendo e engolindo choros
Não, era o que ela sonhava para o futuro
Será que não existe ninguém que possa cuidar
da cabeça e do coração dela?
Ela criou um mundo para fugir da própria
verdade
Ilude-se para aliviar, mas esquece que não
existe ninguém para salvá-la da triteza
porque todos estão procurando a felicidade.

domingo, 18 de outubro de 2009

Um homem




Como pude confiar em um homem que
escreve cartas para me dizer adeus?
Ainda escuto vozes e gargalhadas e o
mundo continua a mesma coisa
Por que me deixou?
Não preciso de explicações
Estou desfazendo-me porque quero
Não preciso de explicações
Estou chorando pela mesma razão e
estou completamente só
E visto o que resta do meu orgulho,
mas ainda estou viciada em você como
se fosse a última droga que
consumi
Deixou-me sozinha para recolher os
pedaços da minha dignidade
Não era o que eu precisava
Por que me deixou?
Não preciso de explicações
Estou afundando em rios de lágrimas
Não preciso de explicações
Disse-me a verdade, mas preferia
mentiras
Confesso que estou completamente só.


terça-feira, 13 de outubro de 2009

Aprendendo com a dor


Quando a primeira lágrima correu
pela sua face
Você fugiu
Estava tão desesperada que esqueceu
que ainda não sabia andar
Passos frágeis e sem destino colocados
sobre a terra
Como acha que vai continuar?
A cada passo que dá uma lágrima teima
em sair do seu olhar
Está machucada e ainda não aprendeu a
caminhar
Como acha que poderá correr?
Nunca aprenderá se tem medo de viver
Fugirá até entender
O primeiro tombo que recebeu não te fez
abrir os olhos para a estrada
Maldade e falsidade também ajudarão a
manter-se no chão
Daqui a mais alguns anos se olhará
no espelho com um semblante indesejado.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Um Estranho



Ainda estou aqui
Segure a minha mão
Não me deixe ir com um estranho
Amo a luz então por que está
permitindo que eu vá para a escuridão?
Quando voei senti sua lágrima
enquanto minha alma se separava
do meu corpo
Estarei aqui esperando você sonhar
de novo até que não precise mais do
meu rosto
Não faça perguntas e nem procure
respostas
Acredite no que vê
É a única coisa real.

Dependência


Seu olhar vago e frágil aguarda
a chegada do anjo em meio a
destruição dos seus sonhos
Não precisa enxergar seu castelo
desmoronar, basta fechar os olhos e
chorar para si mesma
Faço-lhe perguntas e você não diz
uma palavra, mas seus olhos respondem
perfeitamente
Concentrada na dor, não percebe o vento
tentar secar suas lágrimas
Ainda aguarda o anjo para descobrir
suas asas e levantar voo
Você não precisa de asas se tiver
pernas para correr
Não necessita do anjo para resgatar-te
das trevas
Aprenda a usar seus pés para caminhar
no fogo enquanto suas mãos jogam
água.

domingo, 11 de outubro de 2009

Separados pela Distância

Os meus pensamentos são direcionados
a você durante todos os minutos dos meus
dias
Vejo-te através da lua que chora por nós
Separados pela distância
Simples são os momentos que passamos
juntos, mas inesquecíveis
Dura é a hora de partir!
Como derramo lágrimas de tristeza
e ansiedade, esperando para tê-lo em meus
braços, pára beijá-lo ou apenas vê-lo
novamente
Sua voz é o calmante para o meu coração
Sua pele aquece a minha que está nua
Seus lábios me satisfazem e intensificam
o meu desejo
Quero amá-te dando-te o céu todas
as noites, mesmo que isto custe o meu
corpo
Quero ampará-lo durante todas as suas
quedas, mesmo que custe a minha força
Quero protegê-lo de seus inimigos, mesmo
que custe minha vida
Abandono os anjos para tocá-lo no inferno
Corto meu elo com o hoje para tê-lo amanhã.



Minha Solidão

Amar não sei como
Vive em mim e não sei como tirar
Me sufoca sem perceber
Está enlouquecendo minha cabeça
Nunca quis a ajuda do mundo e nunca
disse que a minha solidão ninguém
conseguiu levar
Eu quero saber o que preciso para
ter o que não consigo
Eu quero saber o que preciso, pois
não quero estar no início do meu fim
de novo
Ouvindo o som dos ponteiros
do relógio, conto o tempo de minha solidão
nunca quis a ajuda do mundo e
nunca encontrarei o momento certo
para agir
Noites longas e frias sozinha
Sem ninguém para errar e pedir
desculpas
Noites longas e frias de bastante
angústia e ela continua sendo
minha única companheira.


A Lei da Dor da Perda


Acho que não é pecado querer um
pouco do seu amor
Peço pela sua atenção enquanto leva
embora meu orgulho
Minhas roupas nunca foram a verdadeira
razão para dizer adeus
Eu era nova e você jurou me proteger até
o fim
O mundo girava e você colocava limites
Quem disse que ficaríamos juntos para
sempre?
E agora decretou o fim
Não quero chorar na sua frente, mas não
quero ir para casa
Não quero sentir as emoções impostas
pela lei da dor da perda
Ainda tento entender aonde foi que errei
para ouvir seu adeus
Não quero mais ver, ser e nem saber...

Algo Novo


Há confusão em minha cabeça
Sinto-me estranha quando te vejo
Quando segura minha mão e olha
em meus olhos ou quando escuto
sua voz à noite
Eu sinto uma coisa acontecendo que
nunca senti e não sei como explicar com
simples palavras
Quando estou com você me sinto tão
diferente e ao mesmo tempo tão normal
Posso voar sem tirar os pés do chão
O mundo não me importa se estou contigo
Há confusão em meu coração
É algo mágico, surreal
Quando estamos sozinhos e mostra
quem realmente é, percebo que amo seu jeito
de ser
Sinto uma coisa nascendo que me faz muito
bem, mas me deixa com medo, pois não sei
aonde este sentimento me levará
Não sei mais visar meu futuro com
transparência
Apenas palavras ou conversas por horas,
para mim valem mais que toques
Contigo sinto...
O início de algo novo em mim.

Minha Sanidade


Estou voltando...
Voltando ao começo
Voltando para onde as estrelas
não chegam mais
Porque perfeito...
Nada é perfeito
Tento desfazer o círculo que
está em minha vida
Tento encontrar...
A resposta certa dentro dos
meus sonhos
Mesmo que isso custe minha
sanidade
Porque eu quero sentir e gritar
para todos que levaram meu
fim
Estou corrigindo...
Corrigindo todas as cores
Todo o colorido agora está
cinza
Porque diferente...
Nada é diferente aos olhos de
quem considera-se deslocado
A sujeira não pode ser limpa
apenas com palavras
Estou voltando...
Voltando ao começo.

Cacos de Vidro



Outra igual a mim não existe...
Ninguém desarmou as defesas de
alguém com o olhar
Ninguém usou a própria pele e traiu
quem tanto amava para salvar o
próprio orgulho
Ninguém sentou em uma pedra fria
e úmida a espera de um inocente
Ninguém sentou debaixo de uma árvore
onde uma alma doce foi morta pela
armadilha do amor
Tudo o que fiz não tem perdão!
Não tenho direito de gritar e nem
questionar
Não posso discretamente olhar o
mundo para encontrar alguém que
possa culpar
Este caminho sangrento foi eu mesma
que trilhei por pisar em cacos de vidro
Agora vago perdida no mundo que
tive em minhas mãos, carregando
em minha mala a tristeza, a consciência
e o arrependimento.

Olhos Azuis


Quando abrir seus penetrantes olhos azuis
Perceberá a minha ausência
Suas asas quebradas, não podem se erguer
para voar na imensidão do céu azul que você
abandonou
Os rios correm e sua mente para no momento
de sua dor
O sorriso que você tentou forçar, não adiantou
para curar o mal que ele lhe causou
Ao ver o entardecer de novo, te faz lembrar
dos sonhos que não sonhou
Seus olhos azuis ao verem o mar não percebem
a areia tocar seus pés
Só enxergam o infinito invisível
De vem os ventos e onde o Sol se põe
está quem fez brotar lágrimas dos seus belos
olhos azuis.

A Rosa Branca

Quando a última pétala da rosa branca
cair...
Eu protegerei seus olhos da luz do sol que
os fere
Enquanto a lua deixa transparecer tristeza
que toma conta da sua alma banhada pela
luz prateada
Quando seus gritos ultrapassarem os ventos
frios e arco-íris preto e branco
Eu trarei a estrela que você desprezou para
iluminar seus caminhos sofridos e escuros
Se lágrimas brotassem do seu olhar e
caíssem sobre a pétala da rosa branca
murcha...
As ondas não tocariam mais a areia e seus
sonhos fariam o céu desabar com águas
que se misturariam com suas lágrimas
Se que pudesse para o tempo no dia em que
você o horizonte e estendeu os braços
me pedindo para te aquecer
Congelaria aquele momento simples para
ter certeza de que nunca iria t perder.




Seus Passos



Quero que você saiba
que estou partindo do início
Porque não consigo acompanhar
seus passos distantes
Quando olho sua fotografia,
não me sinto muito bem
Prefiro parar, pois não posso
acompanhar seus passos
Por que me machuquei
quando perdi minhas asas
e não senti o chão quando
tentei correr
Libertei-me da cruz
Posso respirar de novo
Porque não consigo acompanhar
seus passos distantes
Relembrei meu nome
Agora posso voar, pois não quero
acompanhar seus passos
porque me machuquei
quando perdi minhas asas
e não senti o chão quando tentei
correr com você
Porque estou machucada aonde me
encontro
Mas ultrapassei seus passos distantes
com meu voo.

Mentiras


Dormi o dia todo para repensar
e você continua a mentir para mim
Olhe-me esta manhã e veja se estou
surpresa ou chorando
Não tente girar o mundo
Posso ver a mentira em sua face
Não diga palavras
que você não poderá explicar
Posso te desculpar, mas nunca me
terá de volta
Com meus braços cruzados
estou a te escutar
Muita calma e serena continuarei
Não vou discutir e nem fazer escândalos
Não há porquê
Não tente girar o mundo
Vejo o cansaço em sua face
Não fale mais, pois não me convencerá
Posso te desculpar, mas você nunca me
terá de volta.


De novo



Olhe para mim de novo
Sorria para mim de novo

Isto é o que resta de uma vida

Olá para sua mente que te dá

apenas ilusão e dor

Sinta a sua respiração de novo

P
ense na coisa mais doce que já
experimentou
Não tente me mostrar outra face,

eu não estou sem forças
Diga olá, pois eu ainda estou viva

Vivo para amar os minutos que me

restam

Não chore por mim
Fique mais um pouco,
eu não estou

dormindo
Olá, pois eu vou ficar aqui
até que o ontem acabe e leve o meu
amanhã.

Anjo das Trevas




Suas mãos estão presas ao sofrimento
Suas asas se prenderam a dor
Sua cabeça prendeu-se a solidão
Seus pés pisaram na desgraça
seus olhos enxergam apenas a maldade,
até então desconhecida
Seu coração puro tomou-se de ódio
Sua expressão leve e serena estão no passado
sombrio e indesejado
Incapacitado de amar novamente, segue na
estrada da tristeza a caminho da escuridão
destino incerto para o meu anjo das trevas
Chora com certeza de que não voltará a ver
sua luz
Chora com os sentimentos confusos e com
uma parte do seu coração caindo a cada dia
Meu anjo está sem coragem para continuar
no longo e negro caminho de decepções
Esgotou sua força
chegou ao seu limite
Ergueu seus braços e abraçou sua única
amiga
Meu anjo das trevas agora dorme eternamente.


sábado, 10 de outubro de 2009

Anjos

Meu anjo venha me resgatar dessa tortura que é viver a minha morte espiritual para servir ao meu corpo. Sou serva do bem e do mal, do começo e final, do passado e futuro, do amor e ódio. Sou um ser humano.